segunda-feira, 15 de setembro de 2014

A vida não é um conto de fadas

Em pequenos quase todos ouvimos e lemos histórias de encantar. Na verdade os desenhos animados eram uma tragédia sem fim: meninos órfãos, que dependiam de tias ou dos avôzinhos. Avós sozinhas no meio da floresta engolidas pelos lobos maus. E as doze badaladas que nos faziam sonhar com o príncipe e ignorar o cheiro das abóboras.

Na verdade essas histórias também nos preparavam para bruxas más e homens maus capazes de tudo. Mas, o nosso foco estava sempre no "e foram felizes para sempre".

Não havia lugar para o dia seguinte, o no mês seguinte.
Agora os putos sempre podem escolher. E aparentemente há desenhos animados mais próximos da realidade, por isso, num futuro, acredito que saibam gerir melhor a frustração.

A vida não é fácil. A vida não é um conto de fadas. As relações são cada vez mais difíceis. Há dias bons. Mas na maior parte das vezes são tortuosos.
Nos dias que correm, as relações são cada vez mais descartáveis. E ao mesmo tempo somos cada vez mais prisioneiros das emoções, das escolhas.

Respeito é tudo o que se pode querer. E sorte, no meio de tudo isto,  sorte.
Como gerir emoções, frustrações, egos, vontades, egoísmos, birras e crises?

A vida não é fácil, a vida não é simples assim. Mas continuando a sonhar, podemos encontrar um lugar melhor.

Sem comentários: