terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Maria Rita [7 meses]

Este mês foi o início de uma nova etapa filha. A independência, a tua independência.

Iniciaste alimentação complementar e no início não foi fácil. Mas agora dás pulinhos quando vês a colher, ou o copinho da água.

Deixaste de estar 24 horas por dia com a mãe, para estares 14 horas e maior parte delas  a dormir. Custou, deve ter custado às duas, um pouco mais a ti, porque os adultos aprenderam a abafar a dor e a saudade e as lágrimas.

Ontem foi o teu primeiro dia na escola. E sabes, tenho um orgulho imenso em ti, meu amor.
Estive umas horas com o coração preso numa bolha de ar, sem conseguir respirar. Mas quando recebi a resposta da educadora quase senti os músculos a relaxar um a um.

Tivemos sorte ao escolher a melhor escola para começares esta nova etapa e com pessoas que fazem massagens ao coração das crianças com quem trabalham.

Tivemos sorte de ter uns avós maravilhosos, que fazem com que os sorrisos se multipliquem e a alma sossegue. Que a avó seja mãe a dobrar e a quantidade da sopa também é a dobrar e a rotina que tu tanto precisas a triplicar, cheia de autonomia e canções. E quando não há maminha, há leite à colher e tudo passa.

Estás tão crescida meu amor. Sempre de rabinho no ar e uma força enorme nas pernas. Sempre com um sorriso e às vezes um choro sentido, porque numa menina tudo é permitido.

Tenho uma sorte imensa de me teres escolhido para mãe, e a nossa família aprende todos os dias com uma estrelinha que sorri e nos faz sorrir.

Obrigada meu amor,  por estes 7 meses de ti.

Sem comentários: