sábado, 12 de novembro de 2016

Gravidez as diferenças

Gostava tanto de manter as fotografias actualizas, a tempo e horas. Mas é um sonho e cada vez será mais.

Aqui eram 28 semanas. Já não sei muito bem quantas temos. Sei que vivemos um momento muito difícil. 
Lutamos para sobreviver e esta batalha, meu patinho, vamos ter de a ganhar os dois. 
Quando estiveres nos meus braços e continuares a sentir tudo através de amor líquido, vou cantar para ti e vais ver que passa. Tudo passa. 

Amo-te ainda mais por estarmos a viver descontroladamente, como se o nosso o mundo fosse o cesto de uma montanha russa. 

Não sei medidas, nem gráficos nem percentis e não encontro forças para olhar para os relatórios. Mas sinto-te. O teu coração bate fraquinho, para compensar o meu. Estamos juntos. E sei que não me vais deixar morrer de desgosto. Sei que vais ancorar a tua alma, que nascerás para me salvar. 

A vida tem sempre um propósito, meu amor. Por muito mal que nos façam. Aguenta. Consegues?

Quando o sufoco passar, quando conseguirmos rir sem a mágoa no olhar, quando conseguirmos empacotar a dor, vais ver que tudo fará mais sentido.

Sem comentários: