quarta-feira, 19 de abril de 2017

É parecida com o pai

Quem me conhece sabe que eu não gosto que se fale disto.
Até gosto de comparar os irmãos. Faço fotografias com a mesma idade, visto com as mesmas roupas (em bebés) mas acho que cada um tem a sua essência.

Mas as perguntas repetem-se. Ou as afirmações. Depende.


[Em cima 1981/1982 Joana. Em baixo 2016/2017 Maria Rita]

E quando me perguntam de 5 em 5 minutos a quem a Maria Rita sai, a resposta é simples: ao pai. A Maria Rita é igual ao pai.

E em bebés, os 3 Jotas. Sem comentários.


[1980 Joana. 2011 João. 2017 José] 

Pouco me importa com quem eles se parecem. E não fico chateada quando as pessoas​ metem a cabeça no sepo e dizem que são iguais ao pai. Pouco me importa que questionem a paternidade, que disputem a covinha do José, os caracóis da Maria Rita ou os olhos azuis do João. O que quero é que os meus filhos sejam felizes. Tenho a certeza que são meus filhos. Por isso usem a criatividade. Façam montagens com o tio-avô zarolho e a prima em 5° grau que era manca. Chamem-lhe feios, ranhosos, usem adjectivos e palavras esdrúxulas, mas aos meus olhos e no meu coração os meus filhos são todos meus!!! 

Sem comentários: