quarta-feira, 12 de abril de 2017

Sugestões: mala de maternidade (mãe)

Estava há vários dias a preparar este post, a propósito de uma amiga grávida no terceiro trimestre. A ideia era fazer com que a lista mais ou menos oficial se transformasse na minha lista de sugestões para a mala de maternidade, afinal após 3 partos acho que a licenciatura está completa (pós-Bolonha, claro!).

A minha amiga entrou entretanto em trabalho de parto e a sua guerreira prematura, já faz poses cheias de estilo para a fotografia. Como sei que há por aí mais grávidas, aqui ficam as minhas dicas.

Mãe

- 3/4 camisas dormir com abertura à frente 
.também podem ser pijamas, mas todos os dias a equipa médica faz a ronda e vai ver como está a "coisa", ou seja o sítio por onde o bebé terá saído, se for cesariana as calças/calções do pijama podem ser desconfortáveis e não ajudar no local da sutura;

. é preferível ter mais uma ou duas de reserva, porque podem sujar com bolsados ou sangue e num pós-parto o sentir-se limpa é um bálsamo para a alma;

- sotiens de amamentação

- produtos de higiene pessoal 
. aqui costumo incluir sempre água termal para vaporizar a cara quando me dá os calores (para quem entra em trabalho de parto e tem de estar ali naquele processo de dilatação que todos sabemos e para quem sofre no pós-parto com comichão em todo lado e alergias à medicação é uma ajuda fundamental vaporizar as trombas e não esbofetear o pai da criança que vai estar a olhar para nós com cara de nabo a pensar que não somos normais);

. quem tem por hábito maquilhar-se no dia-a-dia levem um daqueles produtos milagrosos que uniformiza e dá brilho, vai ajudar na auto-estima;

. para quem não se produz e prefere estar mais confortável, levem qualquer coisa que vos faça sentir especial, nem que seja uma água de colónia muito levezinha e usada de forma discreta (não esquecer que há um recém-nascido bastante sensível a essas coisas);

- chinelos quarto e chinelos de banho

- robe 

- cuecas descartáveis
. eu optei pelas pants (nos dois últimos partos), para as primeiras horas pós-parto são fantásticas e um descanso, garantidamente sem fugas para as hemorragias mais intensas;

- cuecas normais
. subidas, daquelas cuecas como as nossas avós usam, até ao umbigo (para não fazerem pressão na zona de sutura no caso das cesarianas). Não é preciso usar as pants eternamente, até porque usar fralda não é o sonho de nenhuma mulher;

- pensos absorventes
. para usar com as cuecas normais, as hemorragias pós-parto podem durar vários dias;

- toalha de rosto e de banho
. principalmente para quem opta por hospitais públicos, são mesmo indispensáveis;

- carregador de telemóvel/máquinas fotográficas
. até podemos viver sem a máquina fotográfica xpto, mas sem telemóvel já é quase impossível;

- garrafas de água
. a hidratação é fundamental e normalmente a bebida nem faz parte do menu dos hospitais;

- snacks
. amamentar dá uma fome terrível, por isso optem por levar uns snacks mais saudáveis na mala e assim conseguem fugir à bolacha Maria que acompanha o chá na ceia;

- cinta de compressão pós-parto
. peçam opinião ao vosso médico(a), até porque há teorias que dizem que as cintas não ajudam às contrações próprias do útero no pós-parto e que em vez de ajudar, atrasam ainda mais a recuperação da mulher. Mas se tiverem intenção de usar, levem já na mala. No caso da cesariana pode ser uma protecção na zona da sutura nos primeiros dias. No meu caso, confesso que detesto usar esta cinta, acho desconfortável, sai do sítio e não é fácil de colocar sozinha, mas usei nos primeiros dias após alta médica, nos 3 partos, acima de tudo porque foram cesarianas;

- roupa para sair da maternidade
. roupa larga e descontraída, não pensem que vão fazer uma  lipoaspiração, é só um parto. Não conheço ninguém que tenha acabado de parir e fique com o corpo que tinha antes da gravidez, não sofram nem criem falsas expectativas. Haverá tempo para pensar nisso depois. Aqui há uma dica essencial, vai haver pessoas, algumas bem próximas, a dizer "ui vais ficar com essa barriga?" ou "tens a certeza que não ficou outro bebé lá dentro?", tentem respirar e não valorizar. Se for o pai da criança e se este for o vosso terceiro filho, têm moral para o mandar apanhar morangos para um acampamento gay!!!! Se for uma mulher que já tenha sido mãe é usar a frase mágica "uma pena que os espelhos não funcionem lá em casa!"

Sem comentários: