quarta-feira, 12 de julho de 2017

José [6 meses]

O José já tem meio ano de vida [uauuuuu].
Às vezes é difícil acreditar que a minha vida mudou tanto em tão pouco tempo...

Tenho aprendido muito com todos os filhos. Todos eles são únicos e com as suas particularidades. Mas o José ensinou-me a lição mais importante da vida: "tu não controlas nada".

Todas as certezas que eu achava que tinha na vida desmoronaram-se. Foram 36 anos a construir e um José para me mostrar que não.

O José é uma mistura equilibrada dos irmãos:
- tem as suas birras q.b., acompanhadas de gritinhos e lágrimas grossas, com direito a arranhar a cabeça (porque não tem cabelo suficiente, a Maria Rita puxava mesmo os cabelos a ela própria com dias de vida enquanto gritava e esperneava).
- tem o sorriso mais delicioso para toda a gente, basta olharem para ele e mostra a sua sensual gengiva e as várias acrobacias com a língua (o João foi sempre assim, e raramente estranhava as pessoas mesmo as que não conhecia).

E esta mistura continua. Sempre pensei que ia ser uma maravilha para comer, como foi o João, que parecia ter nascido para comer à colher. Enganei-me. Estranhou a papa. E só uns belos dias depois começou a abrir a boca e a colaborar. No domingo começou a sopa, e foi igual, e na segunda começou com fruta e foi a mesma coisa. A parte boa? É que a Maria Rita precisou de semanas ou até mesmo meses para se habituar, ele demora só uns dias.


Então e as noites? Continuamos na mesma onda. O José não é o anjinho que o João sempre foi para dormir, mas também não é como a Maria Rita, que parece que tinha/tem o diabo no corpo (volta e meia tem umas recaídas). Um destes dias dormiu da meia noite até às 7h da manhã. Mas foi só uma vez, em 6 meses não está mau, a Maria Rita só me ofereceu este brinde aos 13 meses.

Continuamos juntinhos. Continuamos a tentar acertar as sestas diurnas (demasiado curtas) com o meu mundo sempre a mil, a acertar as noites que são sempre mais rápidas do que o que o meu corpo pede, a acertar horários com os dos manos, mais as consultas e as vacinas e a vida que continua sem botão de "stop" ou "pause".

Estás um bebé giraço, 8kgs de carne limpa e uns gramas de gordura. Muito parecido com o João na mesma idade.

Por aqui já dá para perceber o que me espera para o resto da vida. E eu aceito. Só isso, aceito. Por ti, José, continuo de coração aberto à espera da próxima lição. 

Sem comentários: